Ligando eficientemente pacotes de lamelas de aço elétrico com revestimento de autocura e adesão

A melhor ligação de lamelas para um fluxo magnético ininterrupto

O revestimento de autocura e adesão da Waelzholz (variantes PE75W, PE49) une pacotes de lamelas para motores elétricos de maneira impressionante. Em contraposição aos processos tradicionais como soldagem, formação de pacotes por estampagem e rebitamento, o revestimento de autocura e adesão adere lamelas de aço elétrico sem danos ao material nos pontos de contato. A vantagem é que a interferência sobre as propriedades centrais do aço elétrico, que ocorrem no caso dos processos mecânicos, é totalmente eliminada com o uso desse revestimento.

Líderes na tecnologia do revestimento de autocura e adesão

A ligação de lamelas por meio do revestimento de autocura e adesão oferece uma série de vantagens. Além do importante fluxo magnético initerrupto, com o revestimento de autocura e adesão não surgem tensões ou deformações no material, de maneira que, as propriedades magnéticas são totalmente mantidas. Também não se observa a ocorrência de ruídos de frequência, ocasionalmente percebidos quando se usa a ligação mecânica. A tecnologia do revestimento de autocura e adesão permite complexas geometrias de agrupamento, não havendo necessidade de processamento posterior para alcançar altas precisões. Os pacotes de lamelas com revestimento de autocura e adesão são compactos e vedados. 

Processo de envernizamento e revestimento de cura adesiva em lamelas de aço elétrico

Fluxo magnético nos pacotes de aço elétrico

Comparação do fluxo magnético entre pacotes de aço elétrico unidos de forma mecânica e os com revestimento de autocura e adesão. Os pacotes ligados por o revestimento de autocura e adesão permitem um fluxo magnético ininterrupto de maneira que, as propriedades magnéticas do aço elétrico se mantêm intactas.

Teste mecânico de aderência

Com relação à resistência ao arrancamento de cada lamela do pacote de aço elétrico, determinada no teste mecânico de aderência de lamelas ligadas pelo revestimento de autocura e adesão: Para que ocorra um desprendimento de lamelas é necessária a superação de uma força mínima de adesão de 2 N/mm. A Waelzholz alcança esse valor por meio do ajuste exato da espessura da camada e do estado de cura do revestimento de autocura e adesão. Além disso, a boa aderência do verniz na superfície da tira assegura a obtenção da força mínima de adesão de 2 N/mm.

Você tem perguntas em relação aos nossos materiais ou deseja entrar em contato conosco por e-mail?