Processos de fabricação para o futuro

Inovações de materiais pressupõem processos adequados que tornam possível a execução de sofisticadas ideias de produtos. Por essa razão, promover intensivamente o aperfeiçoamento de procedimentos de produção sempre foi um princípio da Waelzholz. Isso aplica especialmente para as complexas instalações, nas quais são farbicados os materiais para os produtos da transição energética, ou para os locais onde, já hoje, são realizados amplos testes para uma futura produção em série com hidrogênio verde.

Um dos nossos pontos fortes é a inovação. Desenvolvemos qualidades com propriedades especiais sob medida, que proporcionam aos nossos clientes graus de liberdade para a realização de suas ideias. Nesse contexto, nossos processos de fabricação altamente avançados e precisos permitem a produção em série desses produtos com propriedades muito específicas em amplitudes de tolerância extremamente restritas e uma elevada reprodutibilidade.

Um exemplo é nosso aço inoxidável de precisão, que é empregado nas placas bipolares em células combustíveis. A exigência é que para os componentes altamente precisos das células combustíveis, esse material especial precisa ter a espessura mínima de 75 a 100 µm e boa conformabilidade para possibilitar os complexos processos de fabricação que serão utilizados pelo cliente. Isso não representa uma contradição quase intransponível? Não para a Waelzholz, pois dispomos de uma rota especial de fabricação em um laminador reversível de 20 cilindros para podermos realizar as propriedades especiais desses aços inoxidáveis de precisão. Nesse ponto, fica evidente uma vantagem fundamental do tamanho da Waelzholz: graças ao nosso amplo parque industrial, podemos alcançar um elevado nível de especialização do nosso maquinário. Cada estação ao longo dos nossos processos de fabricação está aperfeiçoada para determinados materiais e desse conjunto de etapas de fabricação resulta uma capacidade extraordinária de desempenho.

Nossos processos de fabricação – hoje já preparados para o hidrogênio verde

A era do hidrogênio chegará. De acordo com a avaliação atual, uma ampla descarbonização na indústria siderúrgica somente é realizável com hidrogênio verde – isso também vale para nós. Devido à enorme quantidade de H2 que necessitamos para uma produção à base de hidrogênio, a conexão de nossas unidades a uma infraestrutura de abastecimento dessa energia, ainda a ser construída no campo político e pelas respectivas empresas de fornecimento, é indispensável.

A fabricação de aço relaminado de alta qualidade segue uma rota complexa e pré-estabelecida até nos mínimos detalhes, que pode ser composta de várias etapas de laminação e tratamentos térmicos envolvendo diferentes parâmetros. Até mesmo alterações mínimas desses parâmetros podem acarretar influências indesejadas nas propriedades do material a ser produzido. Tendo em vista o futuro, já em 2020 começamos a equipar nosso maquinário com queimadores preparados para utilização de H2 – os chamados queimadores H2-Ready – e, desde então, temos testado amplamente e com sucesso. Hoje em dia, já estaríamos tecnologicamente em condição de substituir gás natural por hidrogênio, mantendo a usual elevada qualidade na fabricação de nossos produtos. A era do hidrogênio pode vir.

Materiais do futuro Conceitos sustentáveis de materiais para produtos viáveis no futuro

Como parceiros de desenvolvimento, a Waelzholz fornece materiais siderúrgicos inovadores para aplicações do futuro nas áreas de mobilidade, energia e da indústria. / saiba mais

NEWSLETTER DA WAELZHOLZ