Entrega de bobina de tira quente de baixa Co2 da Salzgitter AG para Waelzholz
| Empresas & mercados

Fornecidos os primeiros rolos com baixo nível de CO2

Os primeiros rolos de aço laminado a quente produzidos com baixo nível de CO2 pela empresa Salzgitter AG foram entregues ao Grupo Waelzholz. Nesse concreto caso de aplicação, a fabricação de aço ao longo de uma sequência de fornos elétricos reduz as emissões de CO2 em 71 por cento, quando comparado ao trajeto tradicional de altos-fornos. Como líder tecnológica no setor relaminador, a Waelzholz precocemente mostrou interesse pelo inovador aço plano sustentável da Salzgitter AG, sendo assim a primeira companhia de relaminação a processar rolos de aço laminados a quente com baixo nível de CO2.

Friedrich Ellebrecht, gerente de Vendas da área de Relaminação da Salzgitter AG, e Andreas Reil, gerente de Vendas da Waelzholz concordam que, na produção de produtos siderúrgicos, além da proteção do clima, baixas emissões de CO2 são um fator cada vez mais importante. Reil afirma: “Por parte dos clientes, temos registrado uma crescente demanda por materiais siderúrgicos fabricados com nível reduzido de CO2. Essa tendência também foi antecipadamente identificada pela Salzgitter, que colocou uma primeira instalação de fabricação de aço com baixo nível de emissões de CO2 em funcionamento”. Grande parte das emissões de CO2 provenientes dos materiais siderúrgicos ocorre na produção de aço bruto; razão pela qual para empresas de relaminação como a Waelzholz, quanto à questão da redução de CO2, uma decisão estratégica relevante é uma estreita cooperação com fornecedores como a Salzgitter AG. Ellebrecht confirma: “Em âmbito europeu, somos a primeira empresa siderúrgica, cujas emissões de CO2 no processo de produção do aço em forno elétrico a arco (FEA) foram atestadas e validadas por um instituto externo de certificação. Além disso, nesse processo utilizamos apenas materiais siderúrgicos reciclados, de forma que as matérias-primas também contribuem para um reduzido balanço de CO2 do aço plano”.

REDUÇÃO REAL DA EMISSÃO DE CO2

Após seu posterior processamento pela Waelzholz, as primeiras toneladas de aço relaminado sustentável serão fornecidas a uma indústria de acabamento de aço estabelecida internacionalmente. Reil prossegue: “Muitos de nossos clientes desejam, futuramente, oferecer produtos não poluentes e, em termos climáticos, de neutralidade máxima. Como primeiro passo, eles podem aceitar esse material de baixas emissões de CO2 para suas fabricações em série”. E Ellebrecht acrescenta: “Para inúmeros clientes, é importante receber um produto com uma redução real de CO2, e não algo que seja reduzido por meio de ações de compensação ambiental. Com nossa nova linha de fabricação, oferecemos exatamente essa diminuição real das emissões de gases de efeito estufa”. Em longo prazo, com a ajuda da tecnologia de hidrogênio verde, a Salzgitter AG planeja alcançar uma redução de até 95 % nas emissões de CO2.

PEGADA DE CARBONO RELACIONADA AO PRODUCTO

“Com a cooperação com a Salzgitter, começamos uma fase de teste muito promissora. Nós mesmos estamos equipando um forno para aço elétrico e um forno de recozimento em caixa com queimadores a gás H2 para, neste ano, podermos realizar testes com hidrogênio”, diz Marcus Englberger, gerente de Compras, explicando outro aspecto da estratégia da Waelzholz na redução de CO2. Atualmente, nossa Empresa de relaminação se encontra na reta final da implantação de uma elaborada estrutura de medidores para poder-se alocar precisamente os consumos de energia aos respectivos produtos e aos pedidos dos clientes. A certificação está prevista para ser realizada no último trimestre deste ano. As medidas de redução de CO2 na Waelzholz estão sendo impulsionadas por uma força-tarefa composta por colaboradores de diversos departamentos, criada especificamente com esse propósito. Entretanto, o fator decisivo é o abastecimento de hidrogênio verde como portador de energia neutro em CO2. Por esse motivo, a Waelzholz também vem se mostrando politicamente ativa. Englberger conclui: “Em março, durante um workshop sob a liderança da Waelzholz, representantes de empresas da região de Hagen se encontraram com responsáveis por companhias de abastecimento e membros da política para dar início à criação de uma infraestrutura de hidrogênio na sede da Waelzholz em Hagen. Como líderes em tecnologia no setor de relaminação, tencionamos estar também na vanguarda dessa importante etapa de desenvolvimento no caminho para a produção com baixo nível de emissões de carbono”.

Entrega de bobina de tira quente de baixa Co2 da Salzgitter AG para Waelzholz

Boa parceria: Markus Schmidt (Supervisor de Compras Matéria-Prima e Energia, Waelzholz), Marcus Englberger (Gerente de Compras, Waelzholz), Gereon Koerfer (Gerente Assessoria Técnica, Salzgitter AG), Baroudi Zelit (Gerente de Garantia da Qualidade e Sistemas de Gestão, Waelzholz), Martin Scharf (Gerente de Vendas, Salzgitter AG) e Friedrich Ellebrecht (Gerente de Vendas da área de Relaminação, Salzgitter AG) (da esq.)